Desafios e oportunidades da Internet das Coisas na Agricultura

Em um evento organizado neste mês pela Embrapa Informática Agropecuária e a Secretaria de Inteligência e Macroestratégia (SIM), especialistas de diferentes setores reuniram-se em Campinas (SP) para o painel “Internet das coisas e suas implicações na agricultura digital“.

A agricultura digital tem avançado nos últimos anos, trazendo ao produtor novas ferramentas que auxiliam na tomada de decisão e que vão além da agricultura de precisão e simples coletas de dados sobre clima, solo, pragas e doenças.

A Internet das Coisas (Internet of Things ou IoT em inglês) tem contribuído imensamente para a agricultura inteligente, ao auxiliar o produtor na tomada de decisão e minimização de riscos à lavoura. Combinando o uso de sensores de coletas de dados de umidade, temperatura e precipitação, com ferramentas como Big Data e Machine Learning, são geradas informações climáticas mais confiáveis e o produtor pode, por exemplo, antecipar ou retardar a colheita de acordo com a previsão de chuvas e outras condições climáticas desfavoráveis, diminuindo assim os riscos de prejuízo na colheita.

Segundo o sócio da consultoria McKinsey, Nelson Ferreira, as ferramentas digitais também devem ter um papel importante no aumento da produtividade de forma sustentável. Ele apontou ainda que há uma quantidade crescente de dados gerados por diversos tipos de sensores, drones e pela agricultura de precisão, que estão diretamente ligados a produtividade e que representam um ativo importante na tomada de decisão.

Problemas de conectividade na área rural devido a limitação da cobertura de telefonia celular e internet, foram os gargalos mais citados para o avanço da IoT na agricultura.

Desde a fundação da SciCrop, a Internet das Coisas esteve no centro de seu trabalho, combinando Machine Learning com dispositivos criados por profissionais da SciCrop, como a estação agrometeorológica Sputnik, que coleta remotamente dados climáticos e de solo hiperlocais, a câmera multiespectral e o AgroAssist, uma plataforma integrada de Smart Farming com Big Data Analytics que coleta e analisa dados em tempo real de clima, solo, pragas, doenças, logística e mercado. Os equipamentos de sensoriamento em campo são instalados até mesmo em locais sem internet.

Para saber mais sobre IoT na Agricultura e as soluções da SciCrop para sua propriedade, clique aqui e entre em contato conosco.

About Jose.Damico
Damico tem 23 anos de experiência em tecnologia e é especialista em transformação digital. Em sua primeira empresa desenvolveu tecnologias pioneiras para e-learning e dispositivos de segurança da informação. Durante esse mesmo período foi co-fundador de uma startup de e-procurement ativa até hoje. Posteriormente, iniciou suas atividades na IBM. Foi engenheiro de software, e se destacou com o desenvolvimento da plataforma DB2 para análise de grandes volumes de dados, ainda nesta época foi eleito para o Technology Leadership Council da IBM. Durante 8 anos desenvolveu projetos inovadores, fundou uma startup de sistemas de segurança embarcados em processadores no Vale do Silício, investida pelo Intel Capital. Nos últimos anos, atuou como CIO e P&D em empresas de tecnologia focadas no mercado financeiro do Brasil e Europa. Ele também tem uma forte presença na comunidade internacional de software livre. Na SciCrop, José coordena todos os desenvolvimentos tecnológicos, aplicando o conhecimento de suas pesquisas inovadoras em big data e IOT para a agricultura.

No Comments, Be The First!

Your email address will not be published.